Kumite

Kumite (encontro de mãos) é, nas modalidades modernas das artes marciais japonesas, um dos componentes de treino e de competição, a luta, o combate. No Karate, conjuntamente com o Kihon e o Kata forma a tríade básica da sua didática. É classificado conforme a finalidade pedagógica. Nem sempre foi parte das aulas porque os mestres consideravam arriscado praticá-lo sem necessidade real de luta.

Normalmente, existem três tipos de treino com luta: Jyu Kumite (combate livre com controle), Shiai Kumite (combate de competição, semi-livre, com controle extremo dos ataques), e Kihon Kumite (combate combinado).

Kihon Kumite é o combate combinado que possui as seguintes variantes:

  • Ippon Kumite, um movimento, tendo por objetivo criar no praticante a ideia de vencer com um único ataque para isso é necessário o desenvolvimento de habilidades extra, como a observação para análise das situações. A noção de espaço e tempo torna-se um fator preponderante, bem como o conhecimento real do próprio corpo e dos seus limites físicos e mentais.

  • Sanbon Kumite, três movimentos, tendo por objetivo aumentar a agilidade de quem ataca e de quem defende. Deve ser executado com a máxima intensidade e velocidade de movimentos, pois só assim o controlo necessário ao domínio das técnicas utilizadas poderá ser alcançado. O corpo deverá trabalhar como uma unidade que se desloca pela área de combate.

  • Gohon Kumite, cinco movimentos, cujo o intuito é fortalecer o vigor dos praticantes através de sequências de ataque e defesa. O gohon kumite deve ser praticado à exaustão, procurando realizar cada movimento com a maior precisão e fidelidade possível.

 

Shiai Kumite é o combate com regras oficiais e tempo definido, é a modalidade utilizada em competições. E, de acordo com a organização promotora do evento, variam a contagem e valoração das técnicas, sendo as mais comuns shobu ippon (um), shobu ippon han (um e meio) e nihon (dois).

 

Jyu Kumite, é sem regras, uso livre de todo o tipo de técnica, tanto de braços como de pernas, luxações, projeções e estrangulamentos. Todavia, os praticantes devem ter em mente o respeito para com o colega e não procurar um ataque realmente traumatizante, pois a finalidade é desenvolver a arte marcial e não vencer o outro.

A modalidade possui uma variante chamada jyu ippon kumite, que é uma luta semilivre a um único golpe, tendo por objetivo favorecer o desenvolvimento de vivências corporais nas situações de luta real e assim preparar o corpo e a mente para as mesmas.

O objetivo do Kumite é demonstrar a efetividade, tanto das técnicas de ataque como de defesa. Os pontos importantes a ter em conta no trabalho do Kumite são: distância, velocidade, reação, antecipação, controlo e correta aplicação das técnicas de ataque e defesa. Os quais permitem desenvolver a tática e a estratégia.

Siga-nos
  • Facebook Social Icon
  • Instagram
  • YouTube Social  Icon

© 2020 por Academia de Karate-Do Shotokan.